Quando devo separar os Filhotes dos Pais

4 nov, 2015 por

Quando devo separar os Filhotes dos Pais

Este processo tem início naturalmente quando o filhote atinge os 27 dias de nascido, nesta idade eles estão com a empenação quase pronta, já estão ensaiando as primeiras saídas do ninho, pois os pais diminuem a quantidade de comida oferecida, até porque já começaram um novo processo de criação, preparando um novo ninho para a postura de mais dois ovos.

 

Porém, se estamos buscando animais com alto potencial de rendimento, este processo pode ser antecipado, retirando os filhotes ainda com 22 dias de vida para um viveiro separado, sem que isso provoque muito estresse, tanto nos filhotes quanto nos pais.

 
Filhote com 23 dias

Os filhotes aprendem por imitação, eles vêem seus pais ou outros pombos fazendo e fazem igual. Então para ter sucesso com este procedimento, você deverá colocar a comida para os pais no próprio casulo onde estão procriando, pelo menos a partir do momento em que os filhotes nascem, de forma que consigam enxergar os pais comendo e que possam ter acesso quando começarem a sair do ninho, logo eles aprendem a comer também.

 
Filhote procurando água

Para que tudo funcione perfeitamente, quando estiver faltando dois dias para separar os filhotes, você pode retirar toda a comida do pombal de reprodução, logo assim que o sol se pôr, para coloca-la novamente pela manhã. Assim os filhotes estarão com muita fome quando amanhecer, e sairão do ninho ávidos por comida, pedindo insistentemente a seus pais, que estarão ocupados comendo ainda, e ali mesmo começam a dar as primeiras bicadas.

 

A partir desta fase, fica mais fácil que os filhotes aprendam sozinhos e bem rápido. É aqui que surge uma outra etapa, que serve muito bem para separarmos os craques dos pombos normais.

 

Os filhotes que logo aprendem a comer, geralmente são aqueles também que tomam a frente nas atitudes sempre, estes normalmente dão bons voadores. Então fique de olho para identificar aqueles filhotes que se sobressaem.

 

O ideal nesta fase é que os filhotes tenham a companhia apenas de outros filhotes da mesma idade, no mínimo dois ou três filhotes, para que um siga o exemplo do outro, evite deixar filhotes sozinhos durante esta etapa da vida, porém sem a presença de outros pombos mais velhos.

 

Se não tiver um viveiro separado, coloque os filhotes em uma gaiola dentro do pombal, pois assim eles terão espaço para fugir do ataque de algum pombo mais velho, caso isso venha a acontecer, uma boa estratégia para isso é colocar a gaiola em um canto da parede, pois se algum pombo mais velho tentar agredi-los eles poderão se abrigar neste canto, afastados do perigo, mas dentro do pombal, este procedimento serve inclusive para ambientar os filhotes com os outros pombos que já estão no pombal.

 

Esta gaiola acaba servindo também para que você coloque estes filhotes do lado de fora, para que possam ver a frente do pombal, e poderem observar o ritmo de funcionamento diário de entrada e saída dos outros pombos, mas cuidado, nunca deixe os filhotes sozinhos do lado de fora, mesmo que estejam na gaiola, se você tiver que sair de perto, coloque-os para dentro.

 
Só observando
 

Quando tiverem atingido os vinte e sete dias comece a soltá-los na entrada quando os outros pombos estiverem entrando, isso os ajudará a aprender como entrar, antes mesmo que eles comecem a voar, pode parecer bobagem, mas isso é fundamental para que você não perca nenhum filhote na adução.

 

Observe aquele filhote que enfrenta os pombos mais velhos com bicadas e golpes de asa, mas se perceber isso, não deixe o filhote apanhar, apenas permita que ele se defenda, para logo em seguida separar, isso dá confiança ao filhote. Jamais deixe os filhotes diretamente junto com pombos mais velhos, mesmo que os outros sejam filhotes também, pois os mais velhos, mesmo que tenham só alguns dias de diferença a mais, já ficaram maldosos, e podem simplesmente espancar os filhotes, provocando feridas na cabeça, que mesmo não sendo graves, podem afetar o psicológico dos filhotes, tornando-os medrosos, e pombos medrosos, dificilmente ganham prêmios, pois vão apanhar muito durante o transporte no caminhão para a solta, já vi pombos de boas linhagens, que como reprodutores deram excelentes voadores, mas chegavam sempre atrasados nas provas e muito machucados.

 

Quando você antecipa os passos, consegue perceber claramente aqueles filhotes que se destacam, por serem os primeiros a tomar atitude e normalmente induzem os outros a fazer o mesmo, são estes filhotes que vão fazer a diferença no seu pombal.

 

Seguindo estes cuidados, certamente você antecipará o conhecimento dos seus atletas, além de aguçar neles o princípio da iniciativa, que será fundamental quando ele for solto bem longe de casa e tiver que decidir que rumo tomar, mas esse é só o início do treinamento, tem muita coisa ainda que você pode fazer para acentuar a capacidade de percepção inerente dos pombos, que pode melhorar a sua performance, então não percam os próximos artigos que continuarão este assunto.

 

Caso você não tenha anotado em que data exatamente nasceu o seu borracho, ou tenha dificuldade em saber com quantos dias ele está exatamente, visite este site que mostra o desenvolvimento de um filhote, desde o primeiro dia de nascido até completar 31 dias.

 
Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil

Artigos relacionados

Tags

Compartilhe

Deixe uma resposta