Modelo de Pombal em Compensado 2ª parte

18 jul, 2017 por

Modelo de Pombal em Compensado 2ª parte

Veja aqui a série de artigos deste modelo:
PARTE 1
VOCÊ ESTÁ AQUI
PARTE 3
PARTE 4
PARTE 5
PARTE 6
PARTE 7
PARTE 8
 

Vamos agora trabalhar do lado de fora destas duas chapas, preparando a marcação para fazer os cortes dos encaixes do madeiramento do telhado, que também servirão como molde para cortar o madeiramento da moldura. Veja os detalhes nas figuras 9, 10, 11 e 12. Primeiro vamos fazer a marcação onde vai se encaixar a peça do madeiramento inferior da parte dianteira do telhado, para isso vamos marcar uma linha horizontal 3,5 cm abaixo do topo, com 2,5 cm de largura, use um esquadro para fazer esta marcação (observe que para o exemplo estou considerando que o madeiramento do telhado tenha 2,5 cm, confirme a espessura do Taipá que você adquiriu para confirmar esta medida e altere se for necessário).

 

Figura 9FIG 9

 

Em seguida faremos a marcação da cumeeira, esta deverá ser centralizada ao meio da cumeeira e ser marcada com 10 cm abaixo do topo, novamente a largura deverá obedecer a espessura das ripas de Taipá.

 

Figura 10FIG 10

 

Agora vamos fazer a marcação da última peça, onde será encaixado o madeiramento superior da parte traseira do telhado. A partir da parte de traz da cumeeira faça uma marca com 30 cm de distância para delimitar o espaçamento entre as duas e desça 4 cm para delimitar o fundo do corte, faça outra marca entre as duas com a espessura desejada, no caso do exemplo a peça terá 2,5 cm de espessura, mais uma vez confirme a espessura das ripas do seu Taipá.

 

Figura 11FIG 11

 

Pronto, agora é só cortar, para utilizarmos estes cortes como gabarito para preparar as demais peças da moldura.

 

Figura 12FIG 12

 

Na etapa seguinte, vamos separar dois sarrafos de Taipá com pelo menos 2,50 m de comprimento, que também servirão como pés da parte de traz, e faremos uma marca com 30 cm em uma de suas extremidades para marcar a altura que ficará o pombal (você pode alterar a altura como quiser para o pombal ficar mais alto ou mais baixo, mas atente que a altura mínima deve ser de 22 cm, para não comprometer a colocação das chapas do fundo, ok.). Feito isso você vai pregar as chapas laterais nestas peças usando os pregos 12×12 e vai fazer um corte diagonal na parte superior, acompanhando o desenho da chapa de Compensado, para aparar a sobra como mostra a figura 13.

 

Figura 13FIG 13

 

Depois, vamos preparar mais duas ripas de Taipá, com aproximadamente 1,28 m de comprimento. Faça as marcações necessárias, conforme a figura 14, e corte as sobras, corte também a abertura que servirá de encaixe para o madeiramento do telhado. Não pregue estas ripas nas chapas de Compensado ainda, aguarde para fazer a medição das outras peças primeiro para pregá-las todas juntas no final.

 

Figura 14FIG 14

 

Em seguida prepare outros dois sarrafos de Taipá, com 1,68 m de comprimento, que servirão como suporte do telhado e do pegador de sol. Coloque-as sobre as chapas de Compensado, que servirão de molde para marcar os locais de corte, faça as marcações necessárias e corte as sobras, conforme mostra a figura 15, depois de cortadas, pregue as peças de 1,28 m, que havia cortado anteriormente, com pregos 13×18 e em seguida estas duas peças de 1,68 m nas chapas de Compensado, nos seus devidos locais. Preste atenção que estas peças devem ser pregadas pelo lado de fora do pombal, no lado inverso onde você pregou as sobras de Compensado para auxiliar na sustentação do madeiramento do telhado e guia para a instalação do forro.

 

Figura 15FIG 15

 

Agora vamos preparar as peças que servirão como pés na parte da frente do pombal, separe dois sarrafos de Taipá, com pelo menos 2,39 m e faremos uma marca com 30 cm em uma de suas extremidades para marcar a altura que ficará o pombal, assim como fizemos para a parte de traz, coloque sobre a chapa, marque onde deverá ser feito o corte da sobra na parte superior, como mostra a figura 16 e em seguida pregue a peça na chapa usando pregos 12×12.

 

Figura 16FIG 16

 

A seguir, vamos cortar duas ripas de Taipá com 95 cm de comprimento, que servirão para o fundo do pegador de sol. Então na peça que servirá como o pé da parte dianteira, faremos uma marca à 1,00 m a partir da base da chapa de Compensado, como mostra a figura 17.

 

Figura 17FIG 17

 

Mantenha esta peça alinhada sobre esta marca para marcar as peças que servem como suporte do telhado e do pegador de sol e cortar as sobras, como mostra a figura 18. Mas calma, não pregue estas peças ainda, guarde-as para quando for montar o pegador de sol mais adiante.

 

Figura 18FIG 18

 

Para finalizar esta etapa, falta apenas completar a moldura da porta, para isso basta cortar duas peças utilizando a própria chapa como molde, conforme a figura 19 e pregá-las usando os pregos 12×12.

 

Figura 19FIG 19

 

Agora que as laterais estão prontas vamos preparar o fundo do pombal, sendo que neste caso, o madeiramento do telhado, que tem 3,84 m, é superior ao tamanho padrão de corte do Taipá, que tem 3 metros de comprimento, se você conseguir peças com 4,00 m de comprimento, será melhor, caso não seja possível, una duas peças com 1,92 m pregando um sarrafo de 1 m sobre elas, utilizando pregos 17×21, como mostra a figura 20.

 

Figura 20FIG 20

 

Então vamos separar uma peça de Taipá com 3,84 m que servirá como madeiramento da parte traseira do telhado e marcar 32 cm nas extremidades, que servirão para delimitar onde pregar as duas chapas de Compensado no centro, que serão unidas por outra peça de Taipá com 2,18 m de comprimento, note que neste caso, a peça que fará a junção entre as duas chapas de Compensado terá uma sobra de 8 cm, justamente para que sirva de apoio ao chão, conforme a figura 21.

 

 Figura 21FIG 21

 

A chapa que irá recobrir a parte da frente, não irá encaixar nas medidas que está sendo construído o pombal, diferente dos outros dois modelos em Madeirite e OSB, será necessário dividir esta peça em duas partes iguais, para que ela tenha as medidas necessárias, então você vai separar uma chapa de 10 mm e efetuará um corte, para que você tenha duas peças com 1,10 m x 1,60 m, como podemos verificar na figura 22.

 

Figura 22FIG 22

 

Em seguida estas duas chapas deverão ser unidas por uma peça de Taipá com 1,30 m de comprimento, mas atente que ela deverá ficar afastada 10 cm da parte superior das chapas de Compensado e ter uma sobra de 30 cm na parte inferior, que servirá como apoio ao chão, conforme a figura 23.

 

FIG 23

 

Continua no próximo artigo

 
Veja aqui a série de artigos deste modelo:
 
PARTE 1
VOCÊ ESTÁ AQUI
PARTE 3
PARTE 4
PARTE 5
PARTE 6
PARTE 7
PARTE 8
 
Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil

Artigos relacionados

Tags

Compartilhe

4 Comments

  1. WESLEY RICARDO

    Olá Márcio, está aguardando vc postar este modelo de pombal, no próximo ano 2018 vou construir o meu.
    Como sempre trazendo ótimas matérias sobre columbofília.
    Um abraço desde Goiânia- Goiás.
    Wesley Ricardo

  2. WESLEY RICARDO

    Márcio, neste tamanho de pombal, teria condições de adotar o sistema de revezamento, como vc explicou na matéria passada.
    Muito obrigado
    Um abraço.

  3. Marcio Coelho

    Olá Wesley, obrigado, assim fico empolgado para escrever mais!

  4. Marcio Coelho

    Perfeitamente Wesley, é só colocar uma divisória no meio e dá para dividir o pombal em dois, com 23 pombos de cada lado, na 6ª parte tem uma imagem de como fica a divisão e até mês que vem eu publico as imagens com mais divisões.
    Este modelo com mais três folhas de Compensado dá para fazer mais um compartimento com 1,60 de largura e 2,20 de comprimento e o pombal fica com três compartimentos.

Deixe uma resposta