Infográfico da Muda

17 mar, 2015 por

Infográfico da Muda

 
 
 
 
 
 
 
 

A figura abaixo marca bem definidamente os três tipos de remiges das asas, onde para a letra A são as remiges primárias, para a letra B as remiges secundárias, para a letra C as remiges terciárias e as rectrizes da cauda dos nossos pombos, marcadas com a letra D.

 

Infográfico da Muda Fig 1
A muda para o filhote começa por volta dos cinquenta dias de vida, já para os adultos, pode começar já no início da primavera, em outubro (abril no hemisfério norte). A pena mais visível para indicar que a muda começou é a remige primária de número 1, marcada em vermelho na figura abaixo. As remiges secundárias podem ou não começar a cair nesta época, em alguns casos elas levam mais tempo para começar a cair, alguns filhotes nem chegam a fazer a troca destas penas na primeira muda.

 

Infográfico da Muda Fig 2
Com mais ou menos trinta e cinco dias depois da queda da primeira remige primária, esta será a aparência de nossos pombos, a terceira remige primária já terá caído, a segunda já terá atingido metade do seu tamanho normal e a primeira já terá chegado ao seu tamanho natural, quanto às remiges secundárias, se elas tiverem começado a cair ao mesmo tempo que as primárias, também apresentarão esta configuração, porém caso tenham demorado mais um pouco, nesta época as primeiras já tem que ter caído. Agora preste atenção que nenhuma pena da cauda terá caído ainda.

 

Infográfico da Muda Fig 3
Agora sim com aproximadamente três meses depois da queda da primeira remige, lá pela virada do ano, entre dezembro e janeiro (entre junho e julho no hemisfério norte), começam a cair as primeiras penas da cauda, elas começam a cair depois da quarta ou da quinta remige primária. Mas veja que detalhe interessante, na cauda as penas começam a cair do meio para fora, mas as primeiras penas a cair são as rectrizes de número 5 e não as de número 6 como seria de se esperar. Já as remiges secundárias seguem o mesmo ritmo das primárias, porém se elas começaram a cair um pouco depois, você deverá perceber que elas são substituídas em um ritmo mais acelerado.

 

Infográfico Muda Fig 4
A muda vai prosseguindo normalmente, até que atinge a fase do que chamamos “a grande muda”, período que dura cerca de trinta dias, atinge os meses de fevereiro e março (para nós que estamos no hemisfério sul, como América do Sul e África, no caso do hemisfério norte, como na Europa, este período ocorre entre os meses de agosto e setembro), quando os pombos fazem a muda das penas do resto do corpo. Olha só como ficam depenados os nossos pombos, não é pra menos que eles ficam até com febre nesta época. Eu coloquei mais abaixo uma imagem mostrando apenas o estado que ficam as penas principais sem o restante das informações para que você tenha uma visão melhor da situação. Preste atenção que só agora é que caem as rectrizes de número 6, quase que simultaneamente com as rectrizes de número 2 que são na verdade as penas da vez, você reparou que tem um período que o pombo parece ter perdido quase todas as penas do rabo? Pois é neste período que isso acontece.

 

Infográfico da Muda Fig 5

 

Infográfico da Muda Fig 6
Afinal depois de tanto sufoco a muda, finalmente, está chegando ao fim, a redundância é proposital, afinal este é um dos períodos mais esperados por todos os columbófilos, se não for o maior, afinal as corridas já vão começar e a expectativa está lá no alto, principalmente se correu tudo bem durante o período de muda. Mas espere aí… vá com calma, a muda não acaba com o crescimento da última remige primária marcada com o número 10, a pena que você deve ficar de olho é a rectriz de número 1, sabe aquela pena do lado de fora da cauda que tem aquela faixa branca na extremidade? Pois é ela que você deve ficar de olho, ela é a última pena a ficar pronta, quando ela tiver atingido o seu tamanho normal, então terá a certeza de que a muda chegou ao fim.

 

Infográfico da Muda Fig 7
Agora para os amigos de Portugal e Espanha que tem acompanhado o Blog, as datas são bem ao contrário do que acontece aqui no Brasil, as primeiras remiges começam a cair no mês de abril, com o início da primavera, as penas da cauda entre junho e julho, a “grande muda” geralmente acontece entre os meses de agosto e setembro, no verão e a última remige estará pronta em outubro, no outono, se não estou enganado.

 
Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil

Artigos relacionados

Tags

Compartilhe

12 Comments

  1. Orsini

    muito bom o texto, parabéns.

  2. Marcio Coelho

    Muito obrigado Orsini, a ideia é trazer informações diferentes das que já temos, para ampliar nossos conhecimentos.

  3. Marilucia Cunha de Sa

    Muito bom só via falar das doenças que o pombo transmite agora terei oportunidade de aprender um pouco Mais

  4. Marcio Coelho

    Aproveite bastante Marilúcia.

  5. Paulo ..

    Boa noite , muito bom site sobre essa nossa paixão Parabéns , bem esclarecedor !!!

  6. Marcio Coelho

    Olá Paulo, obrigado, essa é a ideia do Blog, informar detalhes de uma forma que seja mais simples de compreender.

  7. Rafael Pieroni

    Parabéns pelos artigos.

  8. Marcio Coelho

    Obrigado Rafael.

  9. José Mauro da Cunha

    Marcio, boa tarde,
    Primeiramente parabéns pelo site, é excelente.
    Tenho lido bastante seus artigos, já criei pombos quando criança e adolescente e depois parei, estou querendo voltar, com isto tenho pesquisado e lido bastante e seus artigos são esclarecedores.
    Voce tem algum artigo sobre o grit, pois tenho algumas duvidas, quanto a composição e se deixamos no pombal durante todo o tempo, ou so quando alimentamos os pombos.
    Obrigado,
    José Mauro

  10. Marcio Coelho

    Olá José Mauro, muito obrigado, esse é um dos maiores objetivos deste blog, ajudar a esclarecer as dúvidas que poucos respondem.
    Ainda não criei nenhum artigo sobre este assunto, mas basicamente, o grit deve conter argila, carvão e calcário.
    A argila você pode conseguir de tijolos, o calcário, junto à areia de praia e o carvão pode ser do carvão para churrasqueira mesmo, o detalhe é que ele não deve estar disponível o tempo todo para evitar contaminação, e nunca ofereça qualquer um deles sem antes assar no forno por pelo menos 20 minutos, para descontaminar, pois é muito frequente a contaminação por vermes ou protozoários se você usar algum deles diretamente, também é aconselhável assar de vez enquanto a que está sendo oferecida para evitar contaminação pelas próprias fezes dos pombos, o ideal é você conseguir dosar a quantidade diária para evitar sobras, que possam se contaminar.

  11. Renares ribeiro

    Boa noite o site e ótimo meus parabéns.

  12. Marcio Coelho

    Olá Renares, muito obrigado, fico satisfeito que tenha gostado, foi feito para vocês!

Deixe uma resposta