1º Encontro de Dirigentes da FCB

9 fev, 2015 por

1º Encontro de Dirigentes da FCB

Neste fim de semana, entre os dias 6 e 8 de fevereiro de 2015, aconteceu na cidade de Mairinque, São Paulo, o Primeiro Encontro de Dirigentes, promovido pela direção da Federação Columbófila Brasileira, reunindo várias lideranças de todas as partes do Brasil, onde eu também estava presente, com o intuito de construir uma columbofilia nacional que atenda os anseios dos Sócios, Clubes e Federações Estaduais.

 

Não é meu intuito aqui descrever tudo que aconteceu, ou foi decidido durante estes três dias de debates, até que a própria Federação Columbófila Brasileira o faça oficialmente pois, embora tenha participado e contribuído ativamente para que decisões pudessem ser tomadas, o meu papel aqui é zelar para que todos os temas que foram profundamente discutidos possam ser elaborados da melhor maneira possível, sem aquele disse me disse, que geralmente corre por trás dos bastidores, por muitas vezes com informações distorcidas, para que tenhamos uma Federação forte e capaz de fazer crescer grandemente a columbofilia brasileira não só a nível nacional mas internacionalmente também, que é o que todos nós queremos.

 

Pois bem, no primeiro dia os participantes receberam uma camisa personalizada para identificar os dirigentes, assim como uma pasta, contendo material para o trabalho e foram convocados a relatar quais os temas deveriam ser abordados durante o referido encontro, tendo sido propostos entre eles: premiação, columbódromo nacional e sua credibilidade, campeonatos regionais, distritais, estaduais e internacionais, divisão em regiões, transportes, pombo ás, anilhas, programa de apuração, certificados de propriedade de pombal, carteirinha de sócios, horário morto, site, apoio técnico, veterinário, meteorologista, apoio jurídico, divulgação da columbofilia, organização, orçamentos, verbas, estrutura em geral, etc.

Início dos Trabalhos

Foto: Márcio Coelho


 

Porém devido à complexidade deles e a dificuldade de se chegar a um acordo as horas “voaram” e o tempo passou a ser nosso inimigo, pois a quantidade de temas gerados e principalmente a polêmica que os mesmos provocaram, tornaria impossível em uma única reunião se discutir todos eles, até que surgiu uma ideia que revolucionou a discussão.

 

Foi sugerido que os temas fossem agrupados por afinidades e os dirigentes mais capacitados para discutir sobre cada um deles assumissem o compromisso de discuti-las, no dia seguinte, em grupos separados, para apresentar soluções plausíveis para cada uma, entre as oito horas da manhã e o meio dia, para que após o almoço cada grupo levasse para uma reunião geral as propostas definidas para aprovação dos demais.

 

Tendo havido acordo, a reunião foi encerrada para que a direção da FCB dividisse os temas em grupos e apontasse quais dirigentes seriam responsáveis por discutir e apresentar soluções para cada uma delas. Os temas propostos foram então divididos em cinco grupos, e os participantes distribuídos entre eles de acordo com a sua capacidade ou afinidade com os referidos temas, tendo sido divulgado ainda antes do jantar, em qual grupo cada dirigente havia sido alocado, permitindo ainda que algum dirigente pudesse mudar de grupo, caso preferisse participar da discussão de outro tema.

 

No dia seguinte todos se reúnem no salão principal, onde recebem as instruções finais para que seja feita a divisão dos referidos grupos, criados no dia anterior. Tendo cada grupo se reunido separadamente, tem início finalmente as tomadas de decisão. Ao grupo no qual fui inserido coube discutir o columbódromo nacional, os campeonatos internacionais, a copa regional e seu sistema de apuração. Tendo se encerrado este tempo, foi realizado um intervalo para o almoço, até que todos retornaram novamente para o salão principal a fim de ouvir o que foi decidido em cada grupo, para cada tema abordado.

Mesa Redonda

Foto: Márcio Coelho

 

Cada grupo teve então a oportunidade de apresentar os temas e as soluções encontradas para que a direção da FCB pudesse desenvolver e aplicar cada um deles, novamente alguns temas polêmicos geraram alguma discussão quando apresentadas as soluções propostas, porém, como o compromisso de todos contribuiu para que as discussões fossem mais esclarecedoras, que simplesmente críticas ao mal funcionamento deste ou daquele ponto, elas não foram longas, o que foi crucial para que se chegasse a um consenso que agradasse quase que completamente a todos e permitisse um fechamento que deu reais expectativas de que alcançamos o objetivo esperado, gerando uma satisfação geral por parte de todos os participantes, porém isso não significa que tudo está resolvido, muito pelo contrário surgiram muitas atividades que precisam agora ser colocadas em prática, precisamos arregaçar as mangas e trabalhar com entusiasmo e satisfação por aquilo que é a paixão de todos nós columbófilos.

 

No último dia do encontro, foi entregue um certificado de participação a cada integrante que participou do encontro, e realizado o fechamento do evento, onde teve continuidade com a entrega de premiação dos Campeonatos Paulista e Paulistano, assim como do II Derby Bandeirantes.

 

Entrega de Premiação

Foto: Márcio Coelho

Se você prestou atenção, pôde verificar que não foram citados nomes de columbófilos, associações ou federações sejam eles quais forem, por que o interesse maior deste artigo é promover a FEDERAÇÃO COLUMBÓFILA BRASILEIRA, então convoco à todos os columbófilos que procurem a sua associação local para que entre em contato com a FCB para que ela envie para o seu clube as decisões que foram tomadas neste encontro e que cada um assuma o compromisso de fazer cumprir as determinações geradas a partir deste encontro, para que tenhamos uma columbofilia forte e possamos caminhar na direção de sairmos do amadorismo.

 
Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil

Artigos relacionados

Tags

Compartilhe

Deixe uma resposta